end 8.jpg

A vida é hoje expressa pela sua resolução, mais do que pela sua condição. A própria condição humana se modificou para uma maior procura do final. Os fins vêm em forma de oportunidades. Qualquer pessoa aceita casar-se para ser feliz e não pelo casamento em si, uma pessoa aceita trabalhar para ter dinheiro e não pelo trabalho em si. Em cada opção é preciso encontrar a sua resolução para que esta se tome como uma nova história e crie a esperança de um novo fim.

Esta definição do final como um material concreto, parte de uma pesquisa de finais de filmes trabalhando unicamente sobre esses fragmentos, sem referir nenhum contexto e sem deixar antever mais do que o próprio final definiu.

Esta sequência de momentos finais que constitui o espectáculo é vivida continuamente pelas duas intérpretes que dão corpo a todas as situações finais sem nunca as representarem.

CONCEPÇÃO|PERFORMANCE Lígia Soares e Madalena Silva MÚSICA João Lucas MÚSICA ADICIONAL Dead Combo VÍDEO Andresa Soares

FIGURINOS Tânia Franco PRODUÇÃO  Máquina Agradável CO-PRODUÇÃO Box Nova – Centro Cultural de Belém RESIDÊNCIA ARTÍSTICA O Espaço do Tempo